como-lideres-podem-ajudar-as-equipes

Como os líderes podem ajudar as equipes a combater o cansaço e o esgotamento

Nos últimos dois anos nos deparamos com uma série de pessoas lidando com o cansaço e esgotamento mental e como os líderes são importantes nesse momento para proteger e auxiliar os colaboradores. 

Todos nós já percebemos agora que o esgotamento desempenhou um papel importante nos locais de trabalho em 2021: a pandemia foi implacável. 

O esgotamento aumentou quase 9% entre abril e julho de 2021, de acordo com o Glint Employee Well-Being Report, um aumento de 12% em relação ao mês de julho anterior. Em grande parte, isso se deve à cultura de trabalho “sempre ligado” que muitas empresas reforçaram em 2020.

Embora esse tópico seja muito falado, muitos líderes continuam buscando por conselhos com relação à prevenção, reconhecimento e como lidar com o esgotamento.

Além disso, mais empregadores estão assumindo a responsabilidade de ajudar os indivíduos a gerenciar o esgotamento – e tentando novas abordagens. 

Aqui, iremos abordar como o esgotamento e a fadiga atingem os funcionários e iremos fornecer dicas para proteger as equipes dos piores efeitos. 

É importante que os líderes percebam os sinais de esgotamento

É importante que os líderes estejam a frente, se atentando às causas e aos sinais do esgotamento. Para isso, encorajar os esforços para a prevenção é primordial para evitar que se torne um grande problema a ser resolvido. 

Mais importante que isso, o incentivo ao cuidado coletivo das equipes é essencial para evitar possíveis burnouts de todo o time. Isso porque esse cuidado coletivo evita o esgotamento de todos. 

Procurar os sinais que algum colaborador pode estar passando por um burnout como exaustão extrema, insatisfação, falta de motivação, irritabilidade, impaciência, estresse, queda de produtividade e exaustão física indicam certa atenção. 

Se autodiagnosticar pode ser um desafio, por isso é mais fácil alguém de fora, como um líder, conseguir perceber certas mudanças de comportamento. Fazer perguntas sobre como eles experimentaram mudanças em seus sentimentos, pensamentos e comportamento e até mesmo se eles estão cientes sobre o que é um burnout pode fazer toda a diferença.

Quando os primeiros sinais são detectados, é preciso falar abertamente sobre o assunto. Conversar com toda a equipe para demonstrar e celebrar o autocuidado, de modo a remover o estigma e a sensação de que é necessário estar offline ou usar o tempo fora da empresa. 

É preciso que todos vejam além de seus desafios imediatos e sejam lembrados do quadro mais amplo e do propósito, para reconhecer que é uma maratona que estamos procurando pessoas que dêem o melhor de si para a empresa, não simplesmente para estar presente por mais horas. 

É importante que os líderes entendam as necessidades da sua equipe 

Lidar com o cansaço, esgotamento físico e emocional da pandemia é um desafio para qualquer líder. Quando ações são feitas em sintonia com as equipes geralmente os resultados tendem a ser melhores e amplificados. 

Demonstrar gratidão pelo trabalho feito através de ações positivas que impactem diretamente os colaboradores geram um sentimento maior de empatia e melhora na motivação e produtividade, por exemplo. Algumas ações simples podem ser feitas para auxiliar na identificação das necessidades do seu colaborador, tais como: 

Check-ins diários

No início de cada reunião, comece praticando exercícios de agradecimento

Em cada reunião, cada pessoa discute as coisas pelas quais são gratas como um exercício mental e emocional para ajudar nosso cérebro a liberar dopamina e serotonina e combater os hormônios do estresse que afetam nosso bem-estar físico e emocional.

É importante que os líderes pratiquem o que pregam 

Como líderes, é importante desmistificar qualquer estigma de autocuidado em saúde mental por meio da transparência praticada. 

É necessário deixarmos clara a importância da saúde mental, reservando um tempo para nós mesmos e compartilhar com as equipes experiências e aprendizados pessoais. Isso  pode ajudar a reduzir o estresse, a ansiedade ou as barreiras mentais que as equipes podem ter ao realmente reservar um tempo para se concentrar em eles próprios.

Planejamento estratégico da saúde mental e cuidado com os colaboradoresPowered by Rock Convert

Seja um líder que capacite os colaboradores a serem transparentes

O esgotamento afeta os membros da equipe em todos os locais, idades e funções.  

Iniciativas em torno da comunicação e transparência da empresa, feedback dos funcionários e pontos de contato, e educação contínua, aprendizagem ajudam a identificar e reduzir riscos antecipadamente.

Para identificar desafios que os membros da equipe estão enfrentando, instituir programas de prevenção a saúde mental que ofereça resultados constantes auxiliam diretamente nos resultados da empresa e na produtividade dos funcionários. Além disso, é possível identificar mais facilmente os problemas enfrentados. 

Estar em sintonia com as preocupações recorrentes, descobrindo desafios pessoais através de reuniões individuais semanais ou detectando um aumento da carga de trabalho, é possível agir rapidamente para oferecer algum suporte. 

Com uma série de opções de suporte, trabalho flexível, terapia, treinamento e oportunidades de aprendizagem, é possível melhorar a saúde mental do colaborador. 

Porém, mais essencial do que qualquer programa é a capacidade de inspirar confiança e capacitar os funcionários a levantarem a mão se e quando precisarem de ajuda. Quando estamos abertos para ouvir os desafios que um indivíduo está enfrentando, somos mais capazes de resolver juntos uma solução. 

Organize eventos virtuais para que a equipe tenha momentos de descontração

Como estamos todos passando por tempos sem precedentes, focar na saúde física e mental é de extrema importância. 

Como organização, é importante manter contato constante com os funcionários, educando-os em vários programas à sua disposição para poderem solicitar assistência. 

Eventos virtuais envolvendo funcionários e suas famílias, jogar algum jogo, responder questionários, etc., podem servir como um calmante. 

Estabeleça metas significativas e reconheça cada passo dado para alcançá-las

Identificar o esgotamento é uma coisa. Permitir que os funcionários trabalhem durante o esgotamento não é tão simples quanto uma única prática ou tecnologia. Cada funcionário responde de forma diferente a diferentes fatores de estresse. 

O estresse é reduzido quando você percebe que seu trabalho tem significado e você tem controle sobre como o trabalho é feito.

Fornecer orientações de como manter o bem-estar é uma etapa fundamental. Também é indispensável envolver os funcionários para definir metas e objetivos claros e significativos que o funcionário vê como alcançáveis ​​e realistas. 

Então comunicar o sucesso, mesmo o menor passo à frente, no que se refere ao trabalho que as pessoas fazem é essencial. 

Quando o reconhecimento por um dia de trabalho árduo é pessoal, relevante e regular, o estresse do trabalho é reduzido. Quando tudo o que é exigido é mais esforço, sem reconhecimento, o trabalho se torna um fator de estresse que gera afastamentos.

Os líderes podem sugerir programas de benefícios

Para evitar o esgotamento e melhorar a moral, introduzir programas de benefícios como práticas integrativas podem ser uma solução. 

Meditação, yoga, terapia sonora e mindfulness podem ser práticas efetivas para a melhora do clima organizacional e de uma cultura mais humanizada, que busca estar presente na prevenção e promoção da saúde mental e bem-estar. 

Rodas de conversa podem aumentar o reconhecimento do problema a aumentar a conscientização. Isso que faz com que os funcionários se sintam mais à vontade para falar de suas dificuldades, facilitando assim o reconhecimento de possíveis esgotamentos. 

Implementar ações que entreguem mais bem-estar, saúde mental e melhoria na qualidade de vida dos funcionários já é uma prioridade em grandes empresas. Conheça a Holos e entenda como ela ajuda essas empresas a melhorar a produtividade e motivação do seu corpo de funcionários através do aprimoramento da saúde física e mental!