angustia

Angústia: o que é e como ela te afeta

A angústia não é uma emoção única, é uma combinação mortal de medo, angústia, ansiedade e pânico.

Todos eles vêm de uma vez e isso é esmagador, quase incapacitante. Seu aperto é tão forte que sentimos que vamos quebrar, mas de alguma forma estamos lá. Esperamos escapar, mas não há trégua.

A angústia é uma das emoções mais dolorosas sentidas pelos humanos; a palavra significa extrema dor ou angústia. 

É um daqueles sentimentos que dói tão profundamente que as palavras não podem descrevê-lo. 

Lidar com essa emoção pode ser muito difícil, mas há coisas que você pode fazer para ajudar a diminuir a dor e conseguir sair do sofrimento.

O que é angústia?

A angústia é muitas vezes referida como sofrimento emocional e pode abranger uma série de emoções diferentes, como trauma, tristeza, tristeza, medo e ansiedade

Simplificando, a angústia pode se referir a uma dor intensa, e é importante notar que a angústia pode ser mental e física. 

É uma resposta razoável, típica e até racional a uma situação horrível. Alguém pode sentir angústia ao passar por um divórcio ou pela perda de um ente querido. 

Esses exemplos de luto têm o potencial de causar estragos em seu bem-estar. Um evento traumático pode mudar você como pessoa, especialmente se a angústia persistir por tempo suficiente.

Dada a imensa complexidade dessa emoção, não é de admirar que tantas pessoas tenham dificuldade em lidar com ela. 

A angústia geralmente vem na sequência de um evento traumático, tornando o enfrentamento ainda mais desafiador. 

Ser incapaz de lidar com a angústia pode levar a outras condições mentais, como depressão e ansiedade. Obter tratamento ou trabalhar com um psicólogo pode ajudá-lo a lidar e superar os sentimentos de angústia que você está enfrentando.

Angústia vs. Dor

Muitos profissionais de saúde gostam de fazer distinção entre dor e angústia, tornando-as efetivamente duas coisas diferentes. 

Os médicos podem reservar a palavra dor para dores físicas e usar a definição de angústia para se referir ao sofrimento e sofrimento mental. 

A realidade é que as pessoas podem sentir uma sensação de angústia física e mental. 

O que a angústia significa para você? Para a maioria das pessoas, a dor é um termo amplo e a angústia é apenas um nível. Não importa a área em que exista, a angústia pode ter um impacto negativo em vários aspectos da vida.

Os efeitos da angústia

A angústia tem o potencial de mudar as pessoas. Aqui estão algumas das maneiras pelas quais isso pode afetar você e sua personalidade:

Motivação

A motivação é muitas vezes uma das primeiras áreas do cérebro que a angústia mental ataca. 

Quando as pessoas estão deprimidas, o desejo de fazer qualquer coisa diminui. 

A depressão causada pela angústia pode afetar o impulso de um indivíduo para realizar tarefas básicas, como acordar e ir trabalhar.

Agora é compreensível que alguém precise tirar uma folga pessoal do trabalho, especialmente se for devido à angústia causada pela morte de um ente querido. 

No entanto, a depressão a longo prazo se não tratada pode sair do controle e resultar em uma variedade de problemas diferentes. Usando o emprego como exemplo, pode resultar em:

Como a angústia mental e a depressão podem prejudicar a motivação de uma pessoa para o trabalho, é algo que precisa de muita atenção. 

O desenvolvimento do sentimento de angústia para a depressão pode fazer com que a pessoa perca o emprego, gerando enormes problemas seguintes e piorando ainda mais a situação.  

Mudança de atitude

A atitude também é outro fator que é afetado pela angústia. 

Planejamento estratégico da saúde mental e cuidado com os colaboradores

Mesmo as pessoas mais positivas podem ser propensas a uma mudança de atitude após uma tragédia. O pessimismo pode superar qualquer senso de otimismo para as pessoas que lidam com a angústia. 

Um indivíduo pode se culpar por um evento ou pode até se sentir sozinho e desolado. Esses sentimentos também podem impactar negativamente sua vida social.

Em tempos de aflição, é comum as pessoas afastarem as pessoas que se importam com elas. 

Sintomas físicos

Como foi brevemente mencionado anteriormente neste artigo, a angústia mental pode levar a problemas físicos. Se não forem resolvidos, alguns desses sintomas podem ser fatais. 

A angústia também pode afetar seus níveis de sono e energia. A ansiedade causada por algo traumático pode causar insônia. 

Seus pensamentos podem estar correndo e você pode estar se revirando na cama; pode até parecer impossível ficar confortável. Estudos mostram que de 70 a 91% dos pacientes com transtorno pós-traumático não conseguem dormir adequadamente. 

Este exemplo ilustra o quão significativamente a angústia mental pode atrapalhar o sono. Não dormir o suficiente pode afetar seu metabolismo e níveis hormonais, e pode torná-lo menos alerta.

No espectro oposto, a depressão causada pela angústia pode tornar uma pessoa cronicamente fatigada

Coisas que você pode fazer para superar sentimentos de angústia

Sentir angústia pode ter um grande impacto em sua vida, e fazer as tarefas mais simples pode parecer esmagadora e incontrolável. 

Você pode tentar certas coisas, como se exercitar e ter pessoas e coisas positivas ao seu redor, para diminuir sua angústia. 

O exercício tem uma infinidade de benefícios, e um deles é a redução do estresse. Cercar-se de pessoas ou coisas divertidas e positivas também é uma boa ideia porque pode colocá-lo em uma mentalidade melhor. 

Aqui estão mais algumas coisas que você pode fazer para superar os sentimentos de angústia.

Tire algum tempo para relaxar: 

Tire algum tempo para cuidar de si mesmo. Mesmo que você possa dedicar apenas cinco a 15 minutos algumas vezes por dia para relaxar, faça uma pausa na realidade. Que atividade te ajuda a relaxar? Algumas ideias incluem:

  • Leia um livro.
  • Baixe e ouça um aplicativo “calmo” (sons da natureza, chuva) no seu computador ou celular.
  • Dar um passeio. 
  • Pratique yoga.
  • Ouça música, cante uma música ou dance ao som da música.
  • Desfrute de um banho relaxante.
  • Sente-se em silêncio com os olhos fechados.
  • Acenda uma vela perfumada.

Pratique mindfulness: 

Mindfulness é aprender a focar sua atenção e se tornar mais consciente. 

Você pode aprender a sentir as mudanças físicas em seu corpo que acontecem em resposta às mudanças de suas emoções. 

Compreender essa conexão mente-corpo é o primeiro passo para aprender a gerenciar melhor o estresse e como as emoções afetam seu corpo. 

A atenção plena também pode ajudá-lo a focar sua mente no imediato – o que posso fazer para trazer minha mente e corpo a um lugar de calma. 

Se você conseguir descobrir o que o ajuda a se sentir mais calmo e relaxado naquele momento, saberá que descobriu um dos seus gatilhos de estresse e o que funciona para gerenciá-lo.

Distraia sua mente e concentre-se em outra coisa: 

Concentre sua mente em algo diferente do que está causando seu estresse. 

Faça algo divertido. Assista a um filme engraçado, jogue um jogo, se envolva em um hobby favorito (pintar, desenhar, tirar fotos da natureza, brincar com seu animal de estimação). Voluntário para uma atividade para ajudar os outros. Faça algo com as pessoas que você gosta.

Pratique meditação: 

A meditação é outra maneira de redirecionar ativamente seus pensamentos. Ao escolher o que você pensa, como pensamentos positivos ou memórias calorosas e reconfortantes, você pode gerenciar suas emoções e reduzir seu estresse emocional.

Procurando ajuda

Conversar com um psicólogo pode ajudá-lo a organizar seus pensamentos e ensinar mecanismos saudáveis ​​de enfrentamento para lidar com os sentimentos que você está tendo. 

Há um crescente corpo de pesquisas sugerindo que a terapia online é uma maneira eficiente de ajudar os indivíduos a gerenciar sentimentos de angústia que podem estar relacionados a certos problemas de saúde mental, como traumas.

O que posso fazer para evitar a angústia?

Em termos de sua saúde geral, que afeta sua capacidade de gerenciar e lidar com a angústia, você precisa cuidar de si mesmo o melhor que puder.

  • Tenha um sono de qualidade. Procure dormir de sete a nove horas por noite. Relaxe antes de dormir com um banho relaxante, algum tempo de leitura ou uma xícara quente de chá de camomila. Aprenda outras maneiras de dormir melhor.
  • Mantenha uma dieta saudável.
  • Exercite-se regularmente.
  • Conecte-se com os outros. Mantenha contato com pessoas que podem ajudar a apoiá-lo, tanto prática quanto emocionalmente. Peça ajuda de familiares, amigos ou grupos religiosos ou comunitários aos quais você está associado.

Praticar terapias integrativas como meditação, yoga, reiki e terapia sonora podem te auxiliar na hora de combater a angústia. Para saber mais sobre o que são as terapias integrativas, você pode ler nosso post sobre o tema aqui.

bem-estar