produtividade toxica

Produtividade tóxica: o que é e quais são seus riscos?

Cultura de produtividade tóxica: Uma tendência cultural definida como uma obsessão, ou vício, em ser produtivo; resulta na autoestima ser medida pelos níveis de produtividade.

De muitas maneiras, “produtividade tóxica” é apenas um novo termo para “workaholic” (quem é viciado em trabalho).

A produtividade tóxica é um desejo de ser produtivo o tempo todo, a todo custo. É a necessidade de ir além no trabalho ou em casa, mesmo quando isso não é esperado de você.

A produtividade tóxica não diminui quando a tarefa é concluída. 

Depois de tecnicamente terminar um projeto no trabalho, você pode se sentir culpado por não ter feito mais. Parece que nenhum trabalho é suficiente. 

A produtividade tóxica pode nos fazer sentir fracassados ​​se não estivermos constantemente ‘fazendo’. 

Quando a produtividade tóxica está no comando de sua vida, você se julga todos os dias pelo que não fez, em vez de olhar para o que realizou.

Muitos de nós caímos em padrões de produtividade tóxica durante a pandemia. 

Isso ocorreu principalmente porque todas as nossas rotinas normais foram colocadas em pausa. 

De repente, tivemos uma quantidade bem maior de tempo livre. 

Mas por que nos jogamos no trabalho em vez de aproveitar a oportunidade de ser feliz e ociosos pela primeira vez?

O que é produtividade tóxica?

A produtividade tóxica é o desejo exagerado de produtividade em todos os momentos e às custas de nossas outras prioridades, da vida familiar aos hobbies. Ela incentiva as pessoas a se esgotarem o máximo possível com a promessa de sucesso garantido.

Sacrificar o sono, agendas lotadas de cima para baixo e interação social limitada são vistos como trabalho árduo e digno de orgulho. Isso fez com que as pessoas tivessem problemas para aproveitar as férias ou qualquer tipo de tempo de lazer.

É por isso que é tão importante ter equilíbrio e consciência de nossas próprias capacidades. Ao nos sobrecarregarmos, acabaremos contradizendo nossos objetivos reais e perdendo de vista nosso propósito

Porque a produtividade, em um nível pessoal, é sobre amor próprio, não vergonha. Não devemos priorizá-la sobre o nosso bem-estar, devemos usá-la para melhorar a nós mesmos e alcançar nossos objetivos.

Então, quais são os sinais de que você está sofrendo de produtividade tóxica e como você pode combatê-la?

A pandemia aumentou a produtividade tóxica

Embora a produtividade seja uma prioridade para muitos de nós (e nossos empregadores) durante o horário de trabalho, a produtividade tóxica normalmente se refere à incapacidade de parar de trabalhar e ter tempo suficiente para descansar e recarregar, passar tempo com amigos ou ler um livro por prazer. 

A pandemia aumentou a questão da produtividade tóxica por várias razões.

Quando muitos funcionários começaram a trabalhar remotamente em março de 2020, a linha entre trabalho e vida começou a se confundir.

Quase metade dos trabalhadores trabalhavam regularmente mais de oito horas diárias e 68% relataram trabalhar nos finais de semana. Com o trabalho de escritório agora firmemente instalado em nossas vidas domésticas, a linha entre nossa vida profissional e pessoal só ficou mais vaga.

Para alguns, isso significou checar e-mails na mesa de jantar ou terminar uma tarefa depois de colocar as crianças na cama. 

Para outros, o fenômeno do “sempre ligado” se transformou em um desejo de ser o mais produtivo possível, deixando outras prioridades de lado.

O aumento de equipes geograficamente dispersas também aumentou a percepção de que alguém está sempre trabalhando, então você deve estar pronto para responder o tempo todo.

O trabalho remoto levou os funcionários a tentarem provar seu valor por meio da produtividade, pois tornou-se possível concluir tarefas da vida ao alcance do seu computador. 

Embora essas tendências possam parecer temporárias, há uma grande probabilidade de que os funcionários continuem trabalhando remotamente no futuro, seja em período integral ou como parte de um horário de trabalho híbrido

A produtividade tóxica continuará, portanto, a ser um risco que os funcionários devem estar atentos.

Planejamento estratégico da saúde mental e cuidado com os colaboradores

Sinais de que você está sofrendo de produtividade tóxica

A produtividade tóxica pode ser difícil de reconhecer, especialmente quando os trabalhadores fazem a transição para horários flexíveis que combinam o trabalho no escritório com o trabalho em casa. 

Estes são os sinais típicos de produtividade tóxica:

Incapacidade de desligar: 

Você se sente incapaz de desligar as tarefas relacionadas ao trabalho para descansar, desfrutar de hobbies ou passar tempo com amigos e familiares.

Culpa pela produtividade: 

Você se sente culpado por não ter feito o suficiente, mesmo quando está concluindo uma quantidade razoável de tarefas relacionadas ao trabalho.

Ansiedade e esgotamento mental: 

Você se sente ansioso a maioria do tempo e sente os efeitos do esgotamento mental ao se preocupar o tempo todo com o trabalho. Não consegue se desligar e a todo momento acham que vão precisar de você e por isso fica online o tempo todo. 

Problemas com saúde ou relacionamentos pessoais: 

Você começa a ter problemas com sua saúde ou relacionamentos pessoais devido aos problemas acima. Outros significativos podem sentir que estão recebendo menos do seu tempo ou atenção do que o trabalho.

Perigos da produtividade tóxica

Embora a produtividade tóxica possa afetar negativamente seus relacionamentos e deixá-lo com sentimentos de culpa, também pode levar ao esgotamento e à fadiga no local de trabalho. 

Em 2019, o burnout no local de trabalho foi adicionado à classificação de doenças da Organização Mundial da Saúde (OMS) como um fenômeno ocupacional. 

Segundo a OMS, “burnout é uma síndrome conceituada como resultante do estresse crônico no local de trabalho que não foi gerenciado com sucesso”. É caracterizada por sentimentos de esgotamento ou exaustão de energia, aumento da negatividade ou cinismo em relação ao trabalho e redução da eficácia profissional.

Se a produtividade tóxica não for atenuada, os trabalhadores ficam suscetíveis ao esgotamento no local de trabalho que leva à depressão, ansiedade e distração. 

Isso, por sua vez, pode afetar seriamente o desempenho, a saúde mental e a vida pessoal.

Como combater a produtividade tóxica

Se você acredita que está sofrendo de produtividade tóxica, esses ajustes podem ajudá-lo a começar a combater o problema.

Defina os limites do trabalho

Definir limites de trabalho – tempo adequado para dormir, passar tempo com a família e praticar hobbies – pode reduzir a ênfase na produtividade constante. 

Definir uma programação para desligar o e-mail de trabalho ou desligar o telefone pode ajudar a reajustar o equilíbrio entre vida profissional e pessoal.

Estabeleça metas realistas

Definir metas realistas que sejam alcançáveis ​​e flexíveis pode ajudá-lo a diferenciar o trabalho que deve ser feito imediatamente do trabalho que pode ser concluído posteriormente. 

Fale com seu gerente ou supervisor para determinar os objetivos profissionais mais essenciais e as tarefas diárias para trabalhar.

Crie pausas em sua programação

Em vez de agendar reuniões consecutivas, crie pausas em sua agenda que permitam fazer pequenas pausas ao longo do dia. 

Permitir quinze minutos entre as chamadas do Zoom para fazer um lanche ou um momento meditativo tranquilo pode ajudar a diminuir os sentimentos de ansiedade e diminuir a necessidade de aumentar a produtividade.

Procure ajuda para cuidar da saúde mental

Finalmente, se você continuar a sentir os sinais de produtividade tóxica mesmo depois de introduzir essas táticas em seu trabalho e vida doméstica, procure ajuda de um profissional de saúde mental para garantir que você não se sinta esgotado no futuro.

Pratique mindfulness

O mindfulness é uma maneira de nos ajudar a nos conectarmos a nós mesmos e ao momento presente. A atenção plena nos convida a observar e aceitar o que está acontecendo ao nosso redor e dentro de nós sem julgamento. 

Aprendemos a ter mais consciência do nosso corpo e das nossas necessidades. É comprovado que o mindfulness traz todos os tipos de benefícios para a saúde..

A prática do mindfulness nos ajuda a nos desconectar de nossos instintos de sobrevivência de “lutar ou fugir” (que muitas vezes nos mantêm presos em padrões tóxicos) e, em vez disso, nos dá a oportunidade de nos conectarmos com formas mais maduras e saudáveis ​​de nos relacionarmos com o mundo.

Como a empresa pode ajudar a diminuir a produtividade tóxica? 

O primeiro passo é reconhecer se seus colaboradores estão vivenciando a produtividade tóxica. Já mencionamos os sinais e por isso é importante estar atento aos funcionários e o que eles estão passando. 

Concentrar-se na produtividade pode ser saudável e útil para o seu trabalho diário, mas quando sua busca por produtividade se transforma em toxicidade, é importante tomar medidas para garantir que você mantenha o trabalho e a vida equilibrados.

Por isso é tão importante ter uma empresa com uma cultura humanizada, que entenda as necessidades e limitações de cada colaborador. Um bom caminho a ser seguido para não gerar tanta pressão com a produtividade, é oferecer benefícios como terapia, meditação e outras práticas. 

Empresas como a Holos podem auxiliar no cuidado com a saúde mental e o bem-estar dos colaboradores, implementando técnicas que ajudam no autocuidado, motivação e estabelecimento de limites. Para saber mais sobre nossas soluções, fale com um de nossos consultores.