tipos de liderança

Estilos de liderança: descubra qual é o seu perfil

O que faz com que alguém seja um líder? De acordo com Donald H. McGannon, um dos grandes executivos e líderes da TV americana, é a ação. 

Mas o que significa ser líder? A liderança é o ato de comandar, orientar e incentivar um grupo de pessoas visando um objetivo ou meta em comum. Há diferentes tipos de liderança e cada um pode impactar diferentemente o ambiente de uma empresa. 

Nunca houve tanta discussão a respeito do trabalho de líderes e isso envolve o reconhecimento da importância do papel do líder na empresa, uma vez que ele promove metas e evolução contínua, estando verdadeiramente comprometido com o desenvolvimento das pessoas dentro da organização. 

A liderança pode aparecer de uma forma natural, quando a pessoa se destaca tomando frentes e assumindo indiretamente o papel de líder. Como também pode ser atribuída, vindo por meio de cargos, eleições e necessitando, em ambos os casos, de muito estudo e dedicação. 

Para o desenvolvimento de uma empresa, um líder faz total diferença nos resultados. Porém, é necessário pontuar que para fazer sentido, as decisões são direcionadas a um objetivo mutuamente definido para que a liderança ocorra de forma eficaz. 

Portanto, é importante desconstruir a imagem do chefe, “que manda” e o funcionário obedece, uma vez que isso não agrega mais valor em uma empresa que busca o desenvolvimento. Reconhecer os esforços da equipe, aprimorá-la e valorizá-la favorece não apenas as pessoas, mas também a organização como um todo. 

É importante destacar que líder é a pessoa que se considera um membro da equipe e entende seu papel na organização, compreendendo que não é sobre estar em uma determinada posição e sim agir da forma correta. Além disso, é preciso entender como uma liderança humanizada contribui para a produtividade da empresa e do bem-estar do funcionário.

Liderança é ter uma atitude empreendedora, representa ter movimentos que inspiram, guiam, motivam, instruem, corrigem, orientam, influenciam e oferecem aos liderados o melhor caminho para a conquista de resultados, para o crescimento pessoal, emocional, profissional e até mesmo espiritual.

Equipes que se sentem valorizadas e reconhecidas rendem e produzem muito mais. Com isso, a seguir, vamos entender as características, quais os tipos de liderança que existem e como cada uma tem seu propósito em uma organização. 

Liderança autocrática 

O líder autocrático é o chefe, quem toma todas as decisões e a equipe apenas segue seu comando. Geralmente, são pessoas que controlam e concentram poder e tendem a ignorar (em partes) as opiniões dos colaboradores. 

Esse tipo de liderança está cada vez mais defasada e conta com cada vez menos apoiadores dela, uma vez que a longo prazo ela não se sustenta. 

Apesar de ser um pouco ultrapassado, ainda vemos esse tipo de liderança em muitas empresas, o que leva a taxas de turnover e perda de grandes talentos. Isso porque, a forma de ação desse tipo de líder pode causar certa tensão na equipe, promovendo um ambiente hostil, com forte pressão o que gera desmotivação em toda a empresa. 

Entretanto, há algumas vantagens nesse tipo de liderança, entre elas: 

  • o líder autocrático traz agilidade para a tomada de decisão;
  • o controle dos processos fica na mão do gestor;
  • a equipe pode ser mais especializada e focar as tarefas;
  • os colaboradores costumam produzir mais quando o líder está por perto.

Liderança democrática 

Esse tipo de liderança é o que é mais buscado pelas pessoas nas organizações. É o tipo de líder que se preocupa com a participação da equipe na tomada de decisões e gostam de receber sugestões de seus funcionários, além de estimularem essa autonomia. 

Estão sempre preocupados com o bem-estar e satisfação da equipe, o que garante um bom clima organizacional e aumenta a motivação e produtividade. De forma democrática, buscam sempre escutar o lado dos funcionários e dão espaço para o desenvolvimento pessoal e profissional de alguém na empresa.

Planejamento estratégico da saúde mental e cuidado com os colaboradoresPowered by Rock Convert

Com isso, essa liderança tende a sempre buscar interações com a equipe, o que aumenta o engajamento. Também oferece oportunidades de crescimento, priorizando a colaboração do time, do bem-estar e da saúde mental do colaborador. 

Esses fatores estimulam os colaboradores a demonstrar mais suas opiniões, insatisfações e facilita a comunicação organizacional, diminuindo assim o individualismo nas empresas e fortalecendo o trabalho em equipe. A partir disso, a satisfação aumenta, a rotatividade diminui e a equipe trabalha de forma mais harmoniosa.  

Liderança liberal 

O líder liberal é um tipo de liderança que foca na delegação de tarefas, pois acredita na autonomia e autogestão de toda sua equipe, o que faz com que ele dê total liberdade a seus funcionários.

Acreditam que a equipe seja madura o suficiente para tomar decisões e sabem qual o melhor caminho a seguir. Apesar disso, é necessário ter uma fiscalização nesse tipo de liderança, pois, ao dar total autonomia a equipe pode não conseguir entregar os resultados esperados. Isso afeta a produtividade, motivação e com a falta de feedbacks, diminui a qualidade de trabalho. 

Por isso, algumas desvantagens desse tipo de liderança podem ser citados como: 

  • baixa produtividade, graças à falta de instrução e controle de qualidade;
  • desorientação dos colaboradores, pois eles podem se sentir perdidos, sem saber o que fazer;
  • individualismo, as pessoas da equipe tendem a isso e perdem o respeito pelo líder.

Liderança situacional 

Essa liderança é completamente adaptativa, sendo exercida de acordo com a maturidade dos profissionais e nas situações organizacionais da empresa. O perfil desse líder é um líder que consegue se adequar às situações com agilidade, rapidez, estratégia, inteligência e assertividade. 

Neste sentido, Paul Hersey e Kenneth Blanchard, autores da Teoria da Liderança Situacional, explicam que para conquistar alto desempenho num ambiente como este, o líder situacional precisa desenvolver várias formas de liderança, ou seja, estar preparado para assumir os mais diferentes papéis.

A partir disso, de acordo com a maturidade dos funcionários, o líder irá conseguir adaptar as necessidades para promover bons resultados. Para isso, requer muito estudo, capacidade analítica, técnica, comportamental e emocional de seus colaboradores. 

Liderança coach

Esse líder entende que o resultado vem de pessoas e por isso, é concentrado em desenvolver o potencial da equipe. Ele consegue identificar as competências, talentos e habilidades dos funcionários a fim de instigar o aperfeiçoamento da equipe. Tem como foco os colaboradores e isso contribui diretamente para uma equipe mais comprometida e engajada. 

O líder coach aplica seus conhecimentos de modo com que os colaboradores possam se desenvolver e que possam trazer o seu melhor potencial para atingir então, suas metas e objetivos. Além disso, o processo de feedback é constante e isso faz com que tanto a liderança quanto o funcionário consigam se aprimorar diariamente. 

Esse tipo de liderança, portanto, possui uma comunicação assertiva, dando feedbacks construtivos, reconhecimento e melhorias, orientando, motivando e estimulando o constante aprimoramento das pessoas que integram a empresa. Isso faz com que a equipe tenha uma maior consciência das possibilidades e direcionamentos de suas habilidades para um melhor desenvolvimento e desempenho. 

Tudo isso contribui para um ambiente de trabalho produtivo, motivacional e engajado fazendo com que as pessoas se sintam pertencentes a empresa, o que colabora para uma cultura mais humanizada. 

Liderança desenvolvida na prática 

Agora que identificamos as lideranças mais comuns e importantes no mercado, é essencial identificar em qual você se encaixa e o que pode ser melhorado. 

Conquistar grandes resultados na gestão de pessoas, contribuindo para seu desenvolvimento, bem-estar e motivação é um desafio que não é impossível. Através do autoconhecimento, de boas práticas na comunicação organizacional é possível chegar na liderança que mais se encaixa no perfil da sua empresa. 

Por isso, entender que liderança é uma ação e que consiste em um trabalho humano, que necessita de feedbacks para o desenvolvimento é essencial para o crescimento de uma organização. Ao desenvolver uma liderança saudável e que se preocupa com o colaborador reflete diretamente no desenvolvimento, produtividade e motivação. 

Então, quer construir uma liderança de alta performance, com equipes saudáveis e motivadas, preparadas para lidar com desafios e conquistar resultados? Entre em contato com a Holos e entenda mais sobre nossas soluções.

bem-estarPowered by Rock Convert