Autoconhecimento

Autoconhecimento: uma ferramenta para alta performance

Alguma vez, você já foi surpreendido pela pergunta “quais são seus dois maiores defeitos e as duas maiores qualidades?” durante uma entrevista? Foi difícil encontrar a resposta ali na mesma hora? Pois é, conhecer a si mesmo é uma tarefa complicada. 

Mas o lado positivo é que é totalmente possível. E quando isso acontece, surge a união entre autoconhecimento e alta performance, colocando você no auge da sua vida pessoal e profissional. Vamos começar pelo começo? Entenda o que é autoconhecimento! 

O que é autoconhecimento?

Autoconhecimento é o ato de olhar para si mesmo, se analisar, se entender. Essa caminhada rumo ao seu interior, feita por meio de reflexões, ajuda você a compreender seus medos, suas preferências, suas fraquezas e sua força, para, então, interpretar suas atitudes, sua forma de pensar, se comportar e reagir em relação às experiências sociais vividas diariamente. 

Mas não se engane. O processo de autoconhecimento quase nunca é confortável e, muito menos, simples. Afinal, se realizá-lo com o outro já é difícil, imagine olhar para si mesmo, com quem somos muito mais críticos, e ter empatia, se acolher, se respeitar, se aceitar. 

O lado bom é que, depois de percorrer esse caminho árduo, que ocorre dia após dia e pode durar anos, você tem como resultado a alta performance e o entendimento dos seus limites, por exemplo. 

Porém, para isso, é necessário ser sincero consigo mesmo sempre que se voltar para seu eu interior. Afinal, o autoconhecimento não pode se basear em mentiras ou em uma idealização do que você gostaria de ser, mas, sim, abrir os seus olhos para que você se enxergue como realmente é e consiga ter controle sobre suas emoções e atitudes. 

Qual a relação entre autoconhecimento e alta performance?

Como dissemos, quando você se conhece, entende melhor as suas forças e limitações. Isso é essencial para aliar autoconhecimento e alta performance, uma vez que ficará mais fácil reconhecer questões como quando:

  • uma meta for factível de ser atingida;
  • um ambiente de trabalho não é saudável ou confortável para você;
  • o seu trabalho não satisfaz as suas necessidades e desejos;
  • você não está se sentindo bem e precisa de espaço;
  • você sente que está seguindo pelo caminho certo.

Tudo isso pode parecer óbvio, mas, na prática, muitas vezes, nos acomodamos em certas situações e, por não termos plena consciência de nós mesmos e do nosso lugar no mundo, acabamos não nos libertando do que nos torna infelizes ou não nos sentimos gratos o suficiente pelo que vivemos naquele determinado momento. 

Esse tipo de atitude afeta tanto a forma como nos enxergamos quanto o modo como nos sentimos, o que impacta diretamente a nossa performance, seja na vida pessoal ou profissional. Afinal, aliar autoconhecimento e alta performance é sobre ter autoconfiança, saber exatamente onde você está e a sua capacidade de ir mais longe.

Como promover o autoconhecimento e ter alta performance?

Se você está lendo este texto, felizmente, está buscando se autoconhecer, e esse é o primeiro passo para iniciar sua caminhada em busca do desenvolvimento pessoal. Existem algumas ações que você já pode tomar para iniciar o processo, a fim de otimizar a sua performance. Confira a seguir! 

Tire um tempo para ficar consigo mesmo

Reserve um momento para você ficar sozinho e poder pensar com calma, sem a influência de outras pessoas, a respeito de quem é você. Feito isso, pegue um papel e uma caneta para anotar algumas perguntas que você fará para você mesmo e vá escrevendo também as suas respostas, que precisam ser bastante sinceras. 

Reflita e questione-se sobre algumas questões como estas a seguir. 

  • Como eu me sinto, hoje, em relação à minha vida pessoal? E em relação à profissional? Estou satisfeito? 
  • O que eu espero do meu futuro? Quais são os planos de curto, médio e longo prazo?
  • Quais são minhas maiores qualidades e o que eu tenho feito para impulsioná-los? 
  • Quais são meus pontos de melhoria e o que eu tenho feito para evoluir? 
  • De quais momentos da minha vida me sinto mais orgulhoso?
  • O que eu gosto de fazer no meu tempo livre?
  • Como está meu nível de estresse atualmente? 
  • Como está a minha saúde mental no momento?

Após refletir e encontrar as respostas, anote-as no papel e guarde-as. Depois de alguns dias, abra as anotações para ver se aquelas respostas ainda fazem sentido para você. Se fizerem, você vai perceber que as o que escreveu não foi algo momentâneo. 

Planejamento estratégico da saúde mental e cuidado com os colaboradoresPowered by Rock Convert

Outro complemento é ter um caderninho onde você anota, pelo menos, 3 motivos pelos quais você é grato e as 3 maiores dificuldades enfrentadas a cada dia é uma forma de entender a sua perspetiva sobre a sua própria vida. 

Reflita a respeito das suas atitudes

Todos nós nos sentimos felizes, tristes, estressados, cansados, realizados e empolgados em algum momento e devemos agir de acordo com o nosso humor do dia, certo? Errado.

Exatamente, todos nós temos momentos bons e ruins, mas quem desenvolve o autoconhecimento consegue, consequentemente, ter mais inteligência emocional. Você, quando está estressado, transmite exatamente esse sentimento para seus clientes no trabalho? 

É aí que entra a relação entre autoconhecimento e alta performance. Quando você tem consciência das suas atitudes e analisa como elas impactam quem convive com você e o seu desempenho pessoal, você começa a desenvolver a sua gestão emocional, controlando a forma como você expõe o que está sentindo para o mundo. 

Peça feedbacks para quem convive com você

O feedback é uma ótima forma de entender como as pessoas veem você, enxergam suas atitudes e compreendem suas emoções. Portanto, sempre que puder, peça-o aos seus líderes e colegas, a fim de entender se, realmente, o que você anotou no papel lá da primeira etapa bate com a forma como as pessoas analisam você.

Quando tiver a oportunidade de conversar com as pessoas sobre seu desempenho, tente entender como a sua performance está sendo percebida pelo seu time. Suas entregas são satisfatórias? Você tem dado o melhor de si nesse trabalho? Você está satisfeito? Aqui é o momento de encaixar todas as perguntas que fez para si mesmo.

Busque a ajuda de um terapeuta

Tentar se conhecer sozinho pode ser um caminho tortuoso, pois é impossível sair de dentro de você mesmo, se sentar de frente para você mesmo e bater um papo com você mesmo, não é? Portanto, pedir a ajuda de um terapeuta deve ser algo a ser avaliado. 

Um psicólogo terá uma visão profissional e ajudará você a encontrar os melhores caminhos para o autoconhecimento. Além disso, essa será uma pessoa para quem você poderá contar os seus maiores medos e traumas, sem ser julgado ou criticado. 

Todo esse processo ajuda você na autoaceitação e na compreensão da sua trajetória, além de guiá-lo para que se enxergue como realmente é. Assim, o autoconhecimento leva à alta performance, por meio do entendimento de seus sonhos, desejos e limites, quebrando barreiras e exibindo sua força.

Aposte em atividades relaxantes

Com benefícios comprovados pela OMS, a meditação, o yoga e o mindfullness são exemplos de atividades que viabilizam o relaxamento e, assim, um encontro íntimo com você mesmo. Dentre os resultados positivos estão a redução da ansiedade e do estresse, aumento da disposição, concentração e produtividade

Essas consequências são extremamente favoráveis para quem busca ter uma alta performance em todos os âmbitos da vida, uma vez que ajudam na formação de um profissional completo quanto às suas soft skills.

O autoconhecimento está diretamente ligado à alta performance, aliás, esta depende totalmente da sua capacidade de entender seus próprios limites, suas capacitações, seus desejos e preferências — que são apenas alguns exemplos do que é proporcionado pelo processo de conexão consigo mesmo.

Depois de ler este conteúdo, você pensou a respeito da sua saúde emocional corporativa? Ela está em dia? Baixe o nosso material sobre o assunto e entenda melhor!

bem-estarPowered by Rock Convert