Futuro do RH: tendências para 2021 e pós pandemia

Como sabemos, se tem uma coisa que transformou definitivamente o mundo nos dias atuais foi a crise causada pelo novo coronavírus. A última pandemia de que temos registros, a da gripe espanhola, ocorreu há mais de 100 anos. Justamente por ter acontecido há tanto tempo, não deixou tantos aprendizados que poderiam ajudar a população, hoje, a lidar com esse tipo de advento.

O que mais se ouve falar nesse cenário é o termo “novo normal”, que é um fato, não só no âmbito pessoal mas também do profissional entre as pessoas. Isso nos leva a considerar tendências para as mais diversas áreas de atuação, que vão demandar, certamente, muitas adaptações.

E, com o futuro do RH não será diferente. Com tudo o que aconteceu e está acontecendo, o H dos Recursos Humanos ganhou força, trazendo um novo olhar, uma nova atenção para o bem-estar e saúde mental dos colaboradores. 

Assim, podemos perceber, com clareza, que, por trás de todo profissional, há um ser humano que necessita de um sem-número de coisas, que vão muito além de salário e benefícios financeiros. Por isso, neste texto, vamos entender algumas tendências para 2021 e pós-pandemia, que todo profissional de RH precisa se atentar para ser um bom gestor do futuro

Quais as tendências para o setor de Recursos Humanos em 2021 e no pós pandemia?

Com a crise que enfrentamos, muito se fala em esperança por dias melhores no pós-pandemia. Mas, nesse meio tempo, a vida não para — ainda que cheia de adaptações — e precisamos continuar seguindo com todos os cuidados necessários. Então, quais serão as tendências e inovações no RH dentro do mundo corporativo para esse cenário? Vamos conhecê-las a seguir. 

Modelo de trabalho 

Com a necessidade de se manter o isolamento social, o trabalho remoto veio com tudo! Muitas empresas perceberam que, na realidade, essa forma de trabalhar é muito eficaz em diversas ocasiões. 

Assim, há instituições em que o trabalho presencial já não é mais, nem sequer, cogitado — mesmo depois que essa fase passar. Então, o home office,  que antes era praticado por algumas empresas, agora faz parte da rotina de muitas organizações.

Mas, igualmente é a tendência de as empresas adotarem o modelo híbrido, o que muitas já estão fazendo, na verdade: nem totalmente remoto, como também nem todo presencial.  Esse modelo também é conhecido como semipresencial

Admissões e desligamentos feitos on-line 

As videochamadas ganharam força com a pandemia do novo coronavírus. Com isso, não só as reuniões do dia a dia fazem parte desse método tecnológico de comunicação — os processos de admissão e desligamentos também passaram a ser feitos de forma on-line.

Com isso, as plataformas de recrutamento viraram ferramentas fundamentais de todos os profissionais que atuam diretamente na parte de contratação de novos funcionários. Com elas, foi possível filtrar melhor e saber se o candidato combina com a cultura da empresa e se atende às necessidades técnicas para ocupar o cargo. Afinal, lá é possível aplicar diferentes testes, como o de raciocínio lógico, psicológicos entre outros. 

Mas, isso significa que o processo ficou menos humanizado? A resposta é não, muito pelo contrário!

Já sobre a recepção dos novatos à empresa após a conclusão do recrutamento, não é raro ver instituições dando um show de boas-vindas, mesmo distante do colaborador, ao entregar toda a estrutura para a pessoa trabalhar. Neste processo, o bom desempenho do profissional de RH é fundamental. 

Planejamento estratégico da saúde mental e cuidado com os colaboradoresPowered by Rock Convert

Digitalização: menos papeladas e mais pixels

Os processos ganharam muito com a digitalização, e o futuro do RH é repleto de tecnologias que auxiliarão nas mais diferentes tarefas da rotina. A cada dia, mais e mais softwares viram ferramentas fundamentais em processos que antes eram totalmente off-line. 

Implementação de onboarding

Traduzindo o termo, onboarding é o processo de embarque do colaborador na empresa. O RH está à frente dessas atividades, em que é oferecido todo o apoio para o funcionário dar os seus primeiros passos na empresa. É uma forma de integrar e contextualizar a pessoa na empresa, tanto com relação aos atributos da sua função, como em se tratando de conhecer e se familiarizar com os demais colaboradores. 

É um verdadeiro alinhamento entre empresa e funcionário. Nele, o colaborador ficará por dentro da cultura organizacional da empresa ,bem como com o propósito e as demais regras que regem a instituição em questão. Resumindo, é um processo fundamental para gerar uma sensação de pertencimento no funcionário, sendo que ele pode ser feito presencialmente ou de forma remota. 

Maior flexibilidade de horários

Não é de hoje que a produtividade nas empresas está sendo levada muito mais em conta do que o cumprimento de horários estabelecidos. Então, não se engane, pois essa tradição de rigidez, em que o funcionário precisa estar ali na frente do computador ou diante de suas ferramentas de trabalho, do horário x ao horário z, está cada vez mais em declínio. 

Os gestores que possuem realmente o perfil de líderes estão, hoje, mais interessados em saber se o funcionário está entregando o que precisa, independentemente do tempo em que ele leva para fazer.

Foco na saúde mental e emocional

Já é mais do que falado, em diversas publicações e pesquisas, sobre os efeitos negativos que a pandemia tem trazido para a saúde mental e emocional de todas as pessoas. O medo e a incerteza que o vírus trouxe causou uma onda de ansiedade em muita gente. 

Por isso, o profissional de RH precisa humanizar, cada vez mais, os processos internos e compreender o lado do colaborador. Essa tendência deve permanecer no pós-pandemia, quando a preocupação com essas questões, espera-se, terá sido incorporada no dia a dia das empresas.

Para criar programas de cuidados com a saúde mental e emocional dos profissionais, é possível desenvolver e viabilizar ações voltadas ao bem-estar holístico, como ações de endomarketing, aulas on-line de yoga e meditação, por exemplo. Essa tem sido uma grande tendência, já que são atividades que trazem benefícios milenares e expressivos, tanto para a esfera pessoal quanto profissional do colaborador.

Como vimos, há uma série de maneiras de se fomentar e propiciar, de maneira online, um ambiente de trabalho mais saudável e de qualidade, cuidando do bem-estar dos colaboradores, o que poderá gerar mais engajamento e produtividade entre os integrantes da equipe. 

Assim, o futuro do RH vai entender que é fundamental a presença de ferramentas sociais que incentivam o comportamento dos funcionários no desenvolvimento do negócio, além de gerar benefícios extras para esses funcionários. Afinal de contas, os colaboradores de uma empresa são também grandes representantes da marca.

E, para isso, é necessário estar atualizado, diante das necessidades que teremos pela frente, para acompanhar as tendências e lidar melhor com tudo o que vai acontecer, daqui para frente e no pós-pandemia. 

Caso precise de ajuda para implementar ações de cuidados com a mente e corpo dos integrantes da equipe, entre em contato com a Holos e tenha uma parceria que vai fazer a diferença, quando o assunto é saúde holística e bem-estar nas empresas.

E lendo essas dicas, você, profissional de RH, sente-se preparado para o futuro do RH? Para saber ainda mais sobre o assunto, aproveite para se inscrever agora no nosso evento online gratuito sobre o futuro do trabalho e receba no seu e-mail o link da palestra. Estamos te esperando!

bem-estarPowered by Rock Convert