Gestor do futuro: as principais habilidades para gerir pessoas com excelência

É inegável que, para que uma organização prospere, é necessária uma boa gestão em todas as áreas. Esse conceito, então, vem trazendo novos assuntos em pauta que priorizam o recurso mais importante das organizações: as pessoas.

Cargos de gestão são, muitas vezes, desafiadores. O gestor do futuro, então, precisa ter uma visão diferenciada dos recursos humanos que gerencia, seja a partir de um setor de RH ou de qualquer outro time da organização.

Entenda melhor, a seguir, as habilidades que um bom gestor deve desenvolver para se enquadrar às exigências do mercado atual, que inova e traz mudanças todos os dias.

Boa gestão é a parte mais importante para uma organização de sucesso

Antigamente, um gestor de time era responsável por articular estratégias, delegar tarefas, orientar tecnicamente aqui e ali e resolver potenciais problemas que aparecessem na execução.

Entretanto, nos tempos atuais, a dinâmica é um pouco diferente. Foi entendido que a realidade não funciona como nos computadores. Apesar dos infindáveis recursos tecnológicos, quem executa as tarefas, primeiramente, são seres humanos.

É de extrema importância entender isso pois, para um bom desempenho de trabalho, precisam ser considerados fatores humanos. Funcionários que se sentem desvalorizados, inseguros, adoecidos e desmotivados não levam seu time ao crescimento, geram maior evasão e impactam negativamente a organização.

Portanto, um gestor precisa ter empatia para entender que erros acontecem, que os funcionários têm dias bons e ruins, que é necessário prezar pela saúde mental e física dos times, construir um ambiente seguro e estimulante, entre outros fatores.

O que é um gestor do futuro?

Ser um gestor do futuro é gerir pessoas de forma cada vez mais assertiva, colocando a si e ao seu time em constante evolução. A gestão nos tempos atuais, e que vai prevalecer no futuro, é aquela que compreende o valor dos recursos humanos da organização e entende que o que faz tudo funcionar é, no fim das contas, as pessoas.

Um bom líder auxilia outras pessoas a serem a melhor versão de si como profissional e, também, com o pessoa. Sendo assim, uma boa gestão envolve, também, pilares de liderança empática, que passa segurança para inovar, que ensina a se comunicar da forma correta nos momentos certos e estimula seu time pelo exemplo.

O que o departamento de RH nos ensina sobre uma boa gestão

Já encontramos, hoje, muitas culturas organizacionais pautadas em valores que podem ser considerados pilares para um gestor do futuro. Entretanto, essa ainda não é a realidade da maior parte do mercado.

Os profissionais de recursos humanos, por exemplo, não são responsáveis apenas por recrutamento e seleção e têm muito a ensinar a todas as áreas sobre uma boa gestão de pessoas. 

É importante perceber, então, que eles estão ali também para proporcionar ferramentas para que os times trabalhem com parcimônia entre si, com menos obstáculos e prezando pelo bem estar de todos os indivíduos que compõem aquela empresa. Todo o foco do RH é voltado para um bom direcionamento das pessoas.

Assim, o gestor do futuro é aquele que entende o valor das pessoas, os recursos humanos — o recurso mais precioso de uma organização. É perceptível, portanto, que temos muito a aprender com os profissionais de RH.

As principais habilidades do gestor do futuro

Para um futuro melhor (e mais sustentável) é necessário desenvolver algumas habilidades para ser considerado um bom gestor. Sendo assim, reunimos as cinco principais habilidades que um gestor do futuro deve ter para fazer a “roda da organização” continuar girando com excelência. Confira!

Empatia

A base de todas as relações humanas, sem dúvidas, é o respeito. Como diz o ditado popular, “respeito é bom e todo mundo gosta”.

A empatia, portanto, entra aqui como uma habilidade que permite enxergar o outro de forma respeitosa, se colocando no lugar dele. Essa é uma habilidade indispensável do gestor do futuro.

Para tomar grandes decisões, é importante considerar todas as pessoas envolvidas nela e qual impacto irá gerar nelas. É preciso pensar: se eu estivesse nessa posição, como essa ação me afetaria?

É importante, portanto, desenvolver uma visão empática a todo o tempo para ser um bom gestor. Seja na forma de se comunicar, de dar feedbacks para o time, de considerar particularidades de cada funcionário e construir um ambiente seguro para inovação e evolução de todos.

A Holos indica: “Empatia Assertiva: Como ser um Líder Incisivo sem Perder a Humanidade” um livro por Kim Scott.

Cultura de benefíciosPowered by Rock Convert

Evolução constante

Falando em evolução, este é um ponto essencial para quem quer ser visto como um gestor excelente. Isso, porque pessoas que buscam evolução técnica e pessoal e geram cada vez mais impactos positivos na organização e, também, nas pessoas que as cercam.

Portanto, podemos considerar que um bom direcionamento de pessoas à evolução traz crescimento para a organização e fortalece, também, a marca empregadora visto que cada pessoa que faz parte da empresa se considera peça importante e valorizada por ter sempre o que contribuir e receber, além da remuneração financeira.

Sendo assim, é importante que o gestor do futuro lidere pelo exemplo, estudando, trazendo novos conhecimentos e técnicas que influenciam positivamente as pessoas sob sua gestão. Isso pode ser feito através de indicação de cursos, ações que estimulem a saúde mental e bem estar do grupo, dicas para otimizar o dia-a-dia, etc. Assim, a produtividade também é estimulada de forma saudável.

Reflita: o que te fez ser um profissional melhor até aqui? O que você gostaria!de ter aprendido em momentos mais iniciais da sua carreira? Quais os conselhos que você recebeu que mais te impactaram positivamente? São esses conhecimentos que um gestor do futuro deve, sempre, compartilhar com seu time para evoluir em conjunto!

Prezar por saúde mental

Estar apto fisicamente para a execução do trabalho que lhe é proposto é visto como uma obviedade, mas pouco se fala em saúde mental nas organizações. Estimular boas práticas que preze pela saúde mental do seu time impacta, de forma ímpar, nos resultados entregues através do trabalho dele.

Hoje em dia, somos bombardeados por informações a todo momento. Isso causa, então, uma sobrecarga emocional nas pessoas. Juntando essa avalanche de informações com toda a pressão do trabalho, de casa, das responsabilidades pessoais, pode prejudicar grandemente o rendimento de um funcionário ou até levar a uma síndrome de burnout.

Sendo assim, é importante que um bom gestor esteja atento aos sinais apresentados pelo time, tanto em conjunto como no colaborador em sua individualidade. Incentivar hábitos como gestão de tempo, práticas de exercícios físicos, meditação, yoga, formas de melhorar a qualidade de sono e, caso necessário, direcionar pessoas a ajudas profissionais para ajudar nesse ponto é indispensável.

Valorizar a saúde mental e física das pessoas lideradas e, claro, a de si mesmo, é um dever do gestor do futuro. É importante, também, mostrar que você também é uma pessoa e aprende com seu time todos os dias, assim como tem dificuldades, fragilidades, questões naturais do ser humano e os entende nesse ponto.

Dessa forma, seu time se sentirá mais seguro, próximo de você, e te verá como uma inspiração para pedir ajuda e conselhos que os estimulem a executar um trabalho melhor e focar na própria evolução.

Organização e otimização de processos, o que é, como desenvolver

Um bom gestor, sem dúvidas, deve ser organizado. Para gerir pessoas, é necessário entendê-las em suas particularidades, ter tato ao se comunicar, se colocar no lugar delas e efetivamente agir para que os processos desempenhados pelo time funcionem da forma correta.

Sendo assim, é importante se organizar para executar essas tarefas sem perder, também, o foco estratégico da profissão. Além de planejamentos que foquem na estratégia de crescimento e evolução, o gestor do futuro precisa estar sempre estudando e buscando formas de inovar.

Com organização e estudo, o gestor do futuro reduz níveis de estresse e está sempre se atualizando, trazendo ferramentas inovadoras e melhorando a forma como as coisas são feitas no time. Dessa forma, é possível acompanhar as mudanças que ocorrem, cada dia, com mais velocidade e de forma humanizada.

Comunicação assertiva e inteligência emocional

Se comunicar da forma correta, no momento certo, é uma habilidade obrigatória a um bom gestor. Ninguém consegue trabalhar bem com uma gestão que não passa confiança, que se posiciona de forma agressiva ou não se faz compreender com clareza.

Portanto, desenvolver suas habilidades de se comunicar de forma empática, não-violenta e clara é de extrema importância para o gestor do futuro. Para isso, é importante desenvolver sua inteligência emocional para saber os momentos de falar e, também, como falar.

Criar um ambiente seguro e respeitoso de troca de informações, aprender e ensinar a trocar feedbacks e implementar uma cultura de Comunicação Não Violenta (CNV) pode trazer grandes benefícios para um time. Sendo assim, o bom gestor deve sempre se preocupar em ter uma comunicação assertiva com seus liderados.

Como a Holos pode me ajudar a melhorar a gestão? 

Além das habilidades citadas acima, uma boa gestão pode contar com a ajuda de ferramentas e outros recursos que descentralizam toda a responsabilidade do bem estar do time das mãos de poucas pessoas.

Pensando nisso, a Holos traz às empresas soluções que estimulam o bem estar dos funcionários e, consequentemente, a sustentabilidade de um bom ambiente de trabalho, a retenção de funcionários e a evolução pessoal de cada um dos indivíduos que compõem os recursos humanos da organização.

Entendemos que saúde mental é de extrema importância e, assim, trabalhamos todos os dias para construir uma health tech que conecta gestores de pessoas e profissionais de saúde para contribuir, juntos, com um futuro organizacional sustentável e inteligente. Saiba como você pode ajudar seu time a ser ainda melhor com a Holos!

Autora: Renata Matos

bem-estarPowered by Rock Convert