ergonomia

Ergonomia no trabalho: como cuidar da sua equipe durante o home office

A pandemia fez com que ocorresse muitas mudanças no dia-a-dia do trabalhador, principalmente a migração para o home office em diversas empresas. Por isso é importante falarmos sobre ergonomia no trabalho.

Essas mudanças na forma de trabalho trazem novas preocupações em relação à saúde, segurança e bem-estar do colaborador. O home office trouxe com ele a autonomia, flexibilidade e mobilidade na hora de trabalhar, que geralmente tem sido desempenhada na residência, e toda a rotina passa a ser controlada pela própria pessoa. 

Com isso, é preciso salientar que embora o colaborador esteja em casa, ali também se tornou seu ambiente de trabalho e, por isso, há a necessidade de ter uma rotina com disciplina para ter um trabalho produtivo e ainda sim, manter uma relação saudável com o corpo e mente. 

A partir disso, é preciso compreender o papel da ergonomia no ambiente de trabalho. A ergonomia envolve um conjunto de ciências e tecnologias que buscam o ajuste entre o indivíduo e o ambiente de trabalho de forma confortável, produtiva e segura, adaptando assim o trabalho às pessoas. 

Quando falamos de ergonomia, é preciso ressaltar que esses ajustes vão além da escolha dos equipamentos e acessórios, estendendo-se para a escolha de móveis corretos, organização, condições ambientais adequadas. 

Além disso, há também a necessidade de ter-se uma ergonomia organizacional bem estruturada, que envolve gerenciamento de recursos de pessoas, projetos de trabalho, cultura organizacional, forma de comunicação, organização em rede, tele-trabalho, gestão de qualidade e modo temporal do trabalho.

A delimitação do ambiente de trabalho para um alto desempenho e concentração é essencial. Por isso, fuja dos sofás, camas ou mesa de jantar para desempenhar as atividades laborais, pois é impossível manter uma boa ergonomia após trabalhar por longas horas, o que pode gerar dores físicas e mentais. 

Manter uma postura confortável, saudável e correta afeta a produtividade e previne possíveis doenças osteomusculares, como a LER (lesão por esforço repetitivo). 

O que é ergonomia? 

Ergonomia é uma ciência que é pautada na compreensão do relacionamento entre o ser humano e o trabalho. Ela se dispõe ativamente do estudo, desenvolvimento e aplicação de regras com o foco em melhorar a organização e as condições de trabalho, fazendo com que ele seja compatível com as características físicas e cognitivas do colaborador. 

É preciso conhecer os processos e condições organizacionais de uma empresa, pois, a partir disso, é possível criar um mapeamento dos funcionários entendendo de uma forma mais clara seu perfil e suas características profissionais e individuais. A partir desse estudo, é possível a empresa realizar a prevenção de riscos à saúde e bem-estar ergonômico, não somente do indivíduo como também de toda a equipe. 

Assim, portanto, é possível afirmar que a ergonomia é essencial para o desenvolvimento de uma empresa e engloba o aspecto físico, ambiental e mental. Ou seja, o colaborador e seu espaço de trabalho precisam estar alinhados para que as atividades exercidas, produtividade e bem-estar do colaborador estejam no mesmo nível. 

Quais são os tipos de ergonomia?

Ergonomia física

A ergonomia física é a primeira a ser analisada dentro do ambiente corporativo, pois é ela que avalia o conforto do colaborador na empresa, uma vez que ao se sentir desconfortável, isso pode afetar a produtividade como também causar prejuízos cognitivos e emocionais. 

A partir da ergonomia física, é possível entender as necessidades fisiológicas, biomecânicas e anatômicas do trabalho e daí analisar itens como os postos de trabalho, áreas de circulação e do descanso dos colaboradores. 

Mesas, bancadas, assentos, cadeiras, climatização e iluminação do ambiente devem ser observados para contribuir da melhor forma para o bem-estar, saúde e segurança do colaborador. Com isso é possível entender a necessidade de ter todos esses fatores bem estruturados em uma empresa para o desenvolvimento do funcionário. 

São avaliados, neste tipo de ergonomia:

Planejamento estratégico da saúde mental e cuidado com os colaboradoresPowered by Rock Convert
  • postura no trabalho;
  • forma como os equipamentos são manuseados;
  • presença de esforços repetitivos;
  • segurança;
  • saúde do trabalhador.

Ergonomia cognitiva

A ergonomia cognitiva prepara o indivíduo para reter o aprendizado que lhe foi passado, criando assim um ambiente confortável para a mente do colaborador para que ele consiga desenvolver um bom trabalho. 

Esse tipo de ergonomia busca tratar como o trabalho afeta diretamente a saúde mental dos colaboradores, tentando entender os motivos e buscando formas para que as atividades sejam desenvolvidas com conforto e produtividade. Ela está diretamente ligada aos processos mentais que utilizamos para a realização de tarefas e na forma como elas afetam as pessoas e suas interações. 

O objetivo, então, é preservar a concentração, otimizar a memória, decisão, percepção, resposta motora, raciocínio como também diminuir a ansiedade e depressão. 

Ergonomia participativa

A ergonomia participativa tem como objetivo integrar os colaboradores nas decisões para a melhora do ambiente de trabalho. A NR 17 (Norma Regulamentadora 17) traz a necessidade da integração da opinião dos colaboradores para a aplicação da melhor forma da ergonomia, uma vez que são eles que desfrutam dela para desempenhar seu trabalho. 

Os profissionais que se encontram na equipe para tratar desse assunto buscam avaliar em conjunto os desafios e problemas que existem na organização e a partir daí, trabalham para a resolução dos problemas de maneira eficiente. Tudo isso faz com que o colaborador se sinta mais incluído na empresa e se empenhe cada vez mais para o desenvolvimento da organização. 

Quais são os benefícios da ergonomia organizacional?

A ergonomia nos mostra, portanto, a importância de uma liderança que se importa com seus colaboradores, que busca soluções para manter o bem-estar, saúde mental e conforto dos funcionários. 

A atenção aos trabalhadores dão resultados positivos, o que repercute na cultura e no clima organizacional da empresa, ocasionando assim uma alta motivação e produtividade dos colaboradores. 

Com uma ergonomia organizacional bem estruturada, há uma enorme melhora na redução de erros, estresse, fadiga, desconforto e preguiça. Tudo isso impacta diretamente no equilíbrio, qualidade de vida e saúde mental dos funcionários, diminuindo também as possíveis taxas de turnover e absenteísmo. 

Como a ergonomia melhora o home office?

A ergonomia também pode e deve ser aplicada no home office, o que garante uma série de benefícios aos colaboradores e a empresa, dentre os quais estão:

  • Mais produtividade na realização de tarefas
  • Prevenção de doenças do trabalho
  • Diminuição de casos de burnout e turnover
  • Melhoria nas interações interpessoais
  • Melhoria na cultura organizacional 

Para aplicar esses benefícios também ao home office é necessário cumprir uma série de princípios ergonômicos. São eles: 

  • Encontrar uma postura de trabalho que seja confortável
  • Separar um espaço para que o trabalho seja desenvolvido de forma correta
  • Organizar o trabalho e o tempo para conseguir realizar pausas
  • Disponibilização de ferramentas e equipamentos que permitam a promoção da ergonomia no ambiente de trabalho;
  • Evitar atividades que sejam repetitivas em relação aos movimentos
  • Garantir que o lugar de trabalho seja ergonômico, com uma boa iluminação, temperatura e ruídos, além de não oferecerem risco à saúde. 

A importância de manter a ergonomia no home office é que ela colabora para a manutenção da saúde mental, bem-estar e evita doenças ou distúrbios como ansiedade e depressão. 

Além disso, é obrigação da empresa oferecer suporte ao colaborador para manter uma boa ergonomia, pois ela evita riscos à saúde do funcionário. 

Como promover a ergonomia durante o home office?

A ergonomia no home office, mesmo que pareça difícil a aplicação, é possível ser feita por meio de algumas ações que facilitam e melhoram o bem-estar do colaborador independente de onde ele esteja trabalhando. São elas: 

  • Ouvir os colaboradores, suas necessidades, o que eles precisam para realizar o trabalho de uma forma produtiva e bem feita. Além disso, ouvir se há reclamações em relação ao ambiente de trabalho que se encontram, se precisam de algo. 
  • Concessão de materiais ergonômicos como cadeiras, descanso de pés e outras ferramentas necessárias. 
  • Promoção de atividades ergonômicas como alongamentos, meditação e descanso. Para a manutenção do bem-estar no home office é essencial que haja pausas e que nelas tenham alguma atividade que produza o relaxamento como o yoga, por exemplo. 

A partir disso, fica claro que a ergonomia é um fator decisivo para a saúde e bem-estar dos colaboradores em uma empresa e que é possível mantê-la também no home office, desde que haja uma cultura organizacional que possibilite a integração entre a empresa e o funcionário da melhor forma possível. 

A Holos pode ajudar sua empresa a manter uma boa saúde emocional e bem-estar dos colaboradores contando com meditação, yoga, reiki, talks e várias outras técnicas que irão contribuir para a manutenção e prevenção de doenças mentais provocadas pelo excesso de trabalho e auxiliar para que os intervalos na sua empresa sejam melhor aproveitados, elevando assim a energia de todos da equipe. Conheça as nossas soluções e entre em contato com um especialista.

bem-estarPowered by Rock Convert