autoconhecimento e criatividade

Autoconhecimento e criatividade: como combinar essas ferramentas no trabalho?

Autoconhecimento e criatividade estão relacionados e podem ser aplicados na sua vida profissional! Entenda mais sobre o assunto e quais resultados são conquistados.

Autoconhecimento e criatividade são duas características importantes e que precisam ser exercidas. Quem conhece mais sobre si próprio é capaz de evoluir e ser um profissional melhor. Além disso, a criatividade pode ser parte desse desenvolvimento, desde que você saiba quais características o levam à capacidade de inovar.

Organização, dedicação e conhecimento técnico são fundamentais para qualquer profissional. Por mais que essas sejam características básicas, sozinhas, elas não garantem competência. Habilidades mentais e o equilíbrio da saúde emocional são fundamentais. São fatores como autoconhecimento e criatividade que colocam pessoas em lugares de destaque.

Conhecer a si próprio é entender o que nos afeta positiva e negativamente e, então, saber lidar com essas questões. Já a criatividade, por mais que muitos pensem ser um talento natural, pode ser estimulada com boas práticas. Um profissional que entende a importância dessas duas características, automaticamente, sabe como desenvolvê-las e aplicá-las no trabalho.

Neste post, detalharemos mais sobre autoconhecimento e criatividade como ferramentas fundamentais que podem ser combinadas na vida profissional. O conteúdo abordará:

  • O que é autoconhecimento?
  • O que é criatividade?
  • Como autoconhecimento e criatividade podem atuar juntos?
  • De que forma aplicar autoconhecimento e criatividade no trabalho?

Continue a leitura e saiba mais!

O que é autoconhecimento?

Autoconhecimento é a capacidade que qualquer indivíduo tem de entender sua própria natureza. Assim, há a percepção de como situações, pessoas e condições rotineiras afetam nosso humor, felicidade, motivação e vários dos principais sentimentos.

É possível chegar a um estado de autoconhecimento, mas talvez seja mais responsável falar sobre processos. Nós, como seres humanos, somos altamente complexos, e isso se reflete na forma como reagimos a tudo. Por isso, para conhecer a si mesmo, é preciso estar imerso a esse processo que, muitas vezes, dura quase uma vida. Afinal, estamos sempre em evolução.

Conhecer a si próprio é saber como vamos reagir a um desafio no trabalho ou à pressão por resultados. Da mesma forma, se você tem autoconhecimento, entende quais serão os melhores caminhos a seguir em uma demanda que precisa solucionar. É, também, uma ferramenta de desenvolvimento e lapidação de personalidade e capacidade profissional.

Profissionais que estão no processo de autoconhecimento, consequentemente, estão em processo de melhoria. No entanto, isso só acontece, de fato, se houver proatividade. Afinal, do que adiantaria conhecer mais sobre si próprio se você não usar esse entendimento a seu favor?

O que é criatividade?

Criatividade é a capacidade que temos de pensar em soluções inovadoras e diferentes da média. Isso pode ser aplicado em absolutamente tudo: em manifestações artísticas, na publicidade, na criação de um produto ou na hora de resolver uma demanda complexa. Basicamente, trata-se também da nossa capacidade de criar algo que fuja do usual.

Uma das ideias mais comuns sobre a criatividade é que ela é uma característica exclusiva de pessoas que se destacam intelectualmente. Naturalmente, quem é acima da média tem maior facilidade de ter um abordagem mais criativa em absolutamente tudo. No entanto, criatividade é uma qualidade que podemos adquirir se nos dedicarmos a isso.

Outro senso comum que precisa ser superado é a ligação da criatividade, exclusivamente, com criação e arte. Publicitários, em geral, são criativos, assim como músicos e escritores. Entretanto, a criatividade vai muito além desses cenários. Por exemplo, um profissional que soluciona uma demanda difícil, usando um método improvisado, é alguém criativo.

Toda vez que um indivíduo é capaz de pensar em uma ação que foge do comum para solucionar algo, ou se manifestar, ele está sendo criativo. Por isso, na vida profissional, criatividade significa exercer sua capacidade de entender o problema e buscar a solução certa. Afinal, trata-se de criar, sejam métodos, seja uma poesia.

Como autoconhecimento e criatividade podem atuar juntos?

Duas características tão importantes para um profissional podem andar juntas. Dessa maneira, conquistar mais resultados positivos se torna uma realidade. Você já parou para pensar como cada uma dessas qualidades tem relação direta com a outra?

De um ponto de vista não muito complexo, autoconhecimento e criatividade se conectam frequentemente. Afinal, quem entende suas qualidades e pontos a melhorar consegue ser alguém mais capacitado a ter soluções inovadoras.

Tudo se trata de saber em quais momentos autoconhecimento e criatividade se cruzam. Na maioria das vezes, essa relação traz desenvolvimento e, quando aplicada no âmbito profissional, gera resultados incríveis. Sabia mais sobre isso, a seguir!

Autoconhecimento requer reflexão

A única forma de conhecer a si próprio é refletir. Suas reações, sentimentos, comportamentos, crenças e, até mesmo, traumas compõem o indivíduo que você é.

Planejamento estratégico da saúde mental e cuidado com os colaboradoresPowered by Rock Convert

Por isso, quando refletimos na busca por autoconhecimento, automaticamente, entendemos nossas capacidades. A partir disso, há um nível de profundidade importante que pode nos levar a mais pensamentos complexos.

Naturalmente, se refletimos para conhecermos a nós mesmos, também nos tornamos capacitados a entender situações e contextos de alta dificuldade. Esse estímulo mental ativa nossas capacidades intelectuais. Assim, passamos a ter maior competência de exercer o poder de criação, ou seja, a criatividade, em situações variadas.

Criatividade nos ajuda a entendermos nós mesmos

Movimentos criativos no ambiente de trabalho demandam esforços. Quando colocamos essa qualidade em prática, estamos exercitando nossa capacidade mental e emocional.

Primeiramente, é preciso considerar variáveis e, então, pensar na melhor saída. Além disso, é preciso se manter calmo, perseverante e concentrado. Assim, é possível chegar a um estado de alta criatividade.

Automaticamente, nessa busca pela ação de criação, estamos em contato com nossas principais características e qualidades. Por exemplo, se você é alguém que consegue se manter criativo em momentos de alta exigência, certamente, é obstinado e resiliente.

Talvez você nem soubesse que tinha tais capacidades antes de ter que colocar sua criatividade em destaque. Por isso, é fácil perceber que esse processo nos permite conhecer nossas características conforme nos comportamos diante de situações como essas.

De que forma aplicar autoconhecimento e criatividade no trabalho?

Autoconhecimento e criatividade são duas características capazes de levar bons profissionais ao topo. Há muito o que fazer com essas duas qualidades, especialmente, se você sabe como aplicá-las no seu cotidiano. Entenda melhor como fazer isso, com algumas dicas essenciais!

Saiba no que você pode melhorar

Se estamos em busca de evolução, sempre seremos melhores que nossa versão atual. Afinal, há muita coisa para aprender, principalmente, em um mundo tão dinâmico quanto o atual. Por exemplo, se você é um profissional do Marketing, sabe como a profissão sempre traz novidades.

Parte do aprendizado passa também pelo autoconhecimento. Quando você exerce essa análise sobre si próprio, consegue entender quais características são prejudiciais e em que pontos pode melhorar. Isso gera resultados para todas as qualidades, das mentais às técnicas.

Por isso, o melhor a fazer é usar esse processo de autoconhecimento para descobrir em que pontos é possível ser ainda melhor. Não vamos usar a palavra “defeito”. Afinal, você sabe quais são suas questões e como elas interferem prejudicando a sua evolução como profissional.

Adote uma abordagem de inovação

Grandes empresas estão, cada vez mais, orientando sua cultura organizacional à inovação. Por isso, estimular um ambiente livre e que seja convidativo aos criativos é comum, atualmente. Esse cenário é perfeito para que profissionais estejam prontos para atender ao que o mercado deseja.

Você pode começar por conta própria e exercer uma abordagem de inovação na sua rotina de trabalhos, desde que haja liberdade para isso. Tente novos métodos para executar demandas, mude sua forma de pensar uma estrutura de trabalho e esteja, de modo geral, sempre pensando em algo diferente, mas capaz de otimizar o que é feito.

A inovação depende de dois fatores principais: uma necessidade a ser solucionada e uma ação criativa capaz de preencher essa lacuna. Por isso, coloque sua atividade em prática, já que isso pode trazer evolução profissional e resultados de destaque.

Reflita sobre qual qualidade sua aplicar em uma demanda

O autoconhecimento também nos permite entender quais são as qualidades mais valiosas que temos. É importante, no entanto, compreender como cada uma delas pode ser útil à nossa rotina de trabalho. Essas, sem dúvidas, serão muito importantes para superar dificuldades e chegar ao mais alto nível como profissional.

Estar em processo de autoconhecimento permite ter maior consciência sobre nossas habilidades. Isso ajuda, diante de cada demanda de trabalho, a saber quais dessas qualidades serão aplicadas. Esse é um estágio em que só chega, realmente, quem está disposto a refletir sobre a própria personalidade, hábitos, costumes, valores e conhecimento técnico.

Para qualquer profissional disposto a chegar ao mais alto nível, autoconhecimento e criatividade são dois requisitos essenciais. É importante, por isso, saber também que são qualidades que andam juntas. Quem se conhece, sabe como ser criativo. Da mesma forma, a criatividade só é exercida quando há entendimento de quais características pessoais podem levar a ela.

Você sabia que a criatividade também é essencial para a análise de dados? Saiba a importância dessa relação e o impacto dela na performance!

 

bem-estarPowered by Rock Convert