Evolução Da Tecnologia: vilã ou heroína da saúde mental?

Evolução da tecnologia: vilã ou heroína da saúde mental?

Com uma rotina cada vez mais intensa, seja nos relacionamentos, no trabalho, ou nos próprios pensamentos, muitas vezes nos encontramos com sintomas de ansiedade, estresse, e mesmo pânico. A evolução da tecnologia nos traz diversos avanços e melhorias na qualidade de vida, mas em alguns casos pode trazer algumas complicações, ou mesmo intensificar alguns dos problemas que enfrentamos no dia a dia.

Nesse post, propomos uma reflexão sobre os principais aspectos da evolução tecnológica e seus impactos na saúde mental.

Conexão e desconexão com o mundo real

Com a tecnologia, temos o mundo inteiro à distância de um clique. Conseguimos alcançar lugares e pessoas que sequer seriam imaginados se não através da inovação tecnológica.

Em poucos segundos sabemos de notícias e isso nos faz sentir que estamos por dentro de tudo o que está acontecendo ao redor do mundo. São milhares de informações enviadas e recebidas a todo o tempo e absorvê-las torna-se uma tarefa desgastante em muitos momentos.

Ter acesso a um excesso de conexões, sem passar por um processo de reflexão interna, ao invés de contribuir pode o desconectar de sua essência e do que, de fato, faz sentido em sua vida.

Existem muitos relatos, principalmente entre crianças e adolescentes, que passam a não se relacionarem bem com amigos e familiares devido ao vício causado pelo excesso de uso da tecnologia.

Portanto, o avanço da tecnologia pode e deve deixar de funcionar como barreira e passar a ser como ponte, que cria e amplia conexões entre as pessoas!

As redes sociais

Com a popularização do acesso à internet, as redes sociais online se difundiram muito nos últimos dez anos, atraem o interesse de pessoas com perfis muito distintos e também têm um papel muito importante na vida de muitos.

Na maioria dos casos, o que se ouve são os problemas gerados por essas ferramentas. A perda de produtividade, foco e atenção, invasão de privacidade, excesso de exposição da própria vida e dos outros, sensação de impunidade na hora de cometer crimes relacionados a preconceitos, entre outros.

De fato, apesar de as redes sociais tentaram simular um ambiente de convivência harmoniosa entre as pessoas, muitas vezes, pelo vício de se acessar determinadas redes, ou mesmo por ter a sensação de ter um ambiente em que, aparentemente, tudo pode ser dito sem que hajam consequências maiores, problemas como depressão e ansiedade podem surgir como decorrência de alguns hábitos ruins- tanto os pessoais como de terceiros.

Pense fora da caixa: quais os benefícios das redes sociais na nossa vida?

Nos tempos em que as redes sociais não eram uma realidade, o contato que tínhamos com parentes e amigos queridos, era muito mais limitado. Nesses contextos, saber de notícias, contar novidades, compartilhar boas memórias e mesmo fazer desabafos – tão importantes para nossa saúde mental, era mais difícil.

Ainda pensando sobre essa aproximação com as pessoas queridas, proporcionada pelas redes sociais, é possível observar o fenômeno em que, em muitos casos, compartilhar as próprias conquistas, dúvidas, e desejos, faz com que seja criado e mantido um vínculo e contato com quem faz parte das redes de amigos.

Além disso, outro aspecto de grande relevância quando se pensa sobre o que as redes sociais trazem de positivo para nossa vida, é a formação de redes de mobilização em relação aos mais diversos assuntos. Através delas, é possível chegar a milhares de pessoas em poucos minutos.

Essas associações exemplificam e multiplicam uma sensação de união, compaixão e solidariedade. E, além disso, foram e são fundamentais para a mudança na vida de muitas pessoas. Aqui, vale lembrar a máxima “um sonho que se sonha junto, é realidade”, pois ver e sentir que outras pessoas trabalham pela mesma causa e/ou propósito que você, é inspirador e um grande motivador de grandes transformações.

Planejamento estratégico da saúde mental e cuidado com os colaboradoresPowered by Rock Convert

Por fim, vale mencionar um outro ponto bastante interessante. Poucos ambientes – sejam eles quais forem, conseguem colocar em prática tanta representatividade. Nas redes sociais, é possível seguir ou acompanhar grupos de pessoas que falam sobre assuntos pertinentes e mesmo formar redes de apoio.

É o caso, por exemplo, dos grupos de pessoas que se ajudam quando outras se encontram como vítimas de violência, depressão e baixa autoestima. Essas comunidades online podem auxiliar bastante na recuperação da saúde e autoestima de quem precisa.

Os aplicativos

Hoje em dia existe aplicativo para tudo, não é mesmo? A grande quantidade e variedade de apps disponíveis se justifica pelas mais diversas necessidades humanas de organização, otimização do tempo, diversão e, por que não, relaxamento e melhoria da qualidade de vida?

Existem aplicativos que, para organizar melhor as finanças pessoais, podem trazer mais tranquilidade aos nossos dias. Há os aplicativos de banco, por exemplo, os quais evitam muitas situações de estresse, comuns devido a longas esperas nas filas.

Existem aplicativos que ajudam e ensinam a meditar, hábito que, comprovadamente, pode trazer diversos benefícios para o corpo, mente e alma. Também existem aplicativos para yoga que fortalece o corpo e a mente. 

Não se pode deixar de mencionar, também, os apps que permitem chamadas de voz e vídeo, os quais possibilitam a superação das barreiras e distâncias físicas, e podem auxiliar muito nos relacionamentos.

Desconectar é preciso?

Não dá para negar todos os benefícios que a internet oferece como também pode ser um mal, aumentando ansiedade e aumentando a sensação de insuficiência. Além disso, a conexão a todo momento pode fazer com que você deixe de viver a vida real fora das telinhas. 

Ter uma relação saudável com a tecnologia pode ser um desafio, sentir que você não está por dentro das novidades, do que seus amigos estão fazendo… Mas é necessário se desconectar, nem que seja por algumas horas. Colocar limites na nossa relação com tecnologia é essencial. 

Toda essa preocupação para decidir se a tecnologia é vilã ou heroína é válida, principalmente da forma como você a usa e se deixa afetar. Por isso, segue alguns dados sobre tecnologia e redes sociais: 

  • Mais de 1/3 dos adultos nos Estados Unidos acreditam que as redes sociais prejudicam a saúde mental, de acordo com pesquisa da Associação Americana de Psiquiatria. 
  • Instagram e Snapchat são as redes sociais mais prejudiciais para a saúde mental e o bem-estar dos jovens do Reino Unido, segundo o relatório #StatusOfMind, da The Royal Society for Public Health (RSPH)
  • O mesmo estudo aponta que as redes sociais são tão viciantes quanto álcool e cigarro
  • O Facebook aciona a mesma parte do cérebro que o jogo e o abuso de substâncias, de acordo com estudo conduzido por neurocientistas da University of Southern California, nos Estados Unidos, e da Beijing Normal University, na China. 
  • No Hospital das Clínicas em São Paulo, existe um programa de dependência tecnológica para atender pessoas com comportamento compulsivo, seja em jogos ou redes sociais. 

Mas então, o que fazer?

Como tudo na vida, o mais importante é o equilíbrio. Estabelecer filtros mentais para absorver apenas aquilo que é bom, produtivo e que agrega, é fundamental para que as tecnologias de fato tragam mudanças positivas para nossa vida.

As escolhas que fazemos quando estamos na frente da tela tem o potencial de serem transformadoras, positiva ou negativamente. Está – literalmente- em nossas mãos definir se a tecnologias e suas mais diversas ferramentas trarão benefícios ou se serão fonte de preocupação e desconexão com o mundo real.

Portanto, fugir da tecnologia não é necessariamente a melhor opção quando ela passa a ser um peso. A ideia é utilizar melhor as ferramentas e recursos que ela oferece para melhorarmos nosso bem-estar e satisfação, e não para miná-los. 

Você pode contatar a Holos e saber mais sobre nossos serviços que incluem terapias, yoga, meditação, reiki e muitos outros. Tudo isso auxilia a saúde mental e aumenta o bem-estar de quem utiliza desses serviços. Não deixe de cuidar de você, venha ser Holos! 

 

bem-estarPowered by Rock Convert